sábado, 30 de maio de 2015

Alexandre Mattos

Nação Palestrina.

O retrato do desespero.



Contratou 21 jogadores, o último deles, Fellype Gabriel, MEU DEUS !?

Se tornou garoto propaganda, teve participação direta no aumento do Avanti, e está fazendo de tudo para se livrar do Valdivia, único ídolo que ainda temos.

Agora, ao ver a casa ruir com tantas contratações ridículas, tenta tirar o dele da reta e promove essa reunião para mostrar a toda a imprensa quem é  que manda.

Então tá.

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Mancha Alvi verde


Nação Palestrina.

Quando o assunto é mancha alvi  verde, lembro com grande saudade dos anos 90, época em que o Morumbi/Pacaembu e Allianz Parque Palestra Itália eram tomados em verde e branco.

O Morumbi, na maioria dos jogos do dono da casa, vivia as moscas, pela incapacidade do proprietário e de seus torcedores ocasionais.

Cabia então, ao Palmeiras e Corinthians a missão de colocar vida ao referido estádio.

Pacaembu, estádio publico e de tantas glórias alvi verdes lá presenciadas. Grandes lembranças.

Lembro também, do auge das torcidas organizadas pelo Brasil, lembro da Tv Band iniciar sua programação esportiva aos domingos, ao meio dia, com flashs  
ao vivo direto do Morumbi/Pacaembu.

Podiamos acompanhar a chegada gradativa dos palmeirenses e claro, a chegada da Mancha.
 
Numa época que tínhamos o privilégio e a inesquecível visão do tremular das enormes bandeiras que a mancha levava, emocionando cada palestrino presente ao estádio.

Hoje, deixamos de viver esses pequenos e inesquecíveis momentos.

Hoje, bandeiras com mastros são proibidos, entre outras proibições que o torcedor, em geral, aceitou.

Hoje, torcedor comemora mais a renda do jogo do que os gols.

Porém, o que me deixou enojado, e foi o que me motivou a voltar escrever nesse blog depois de 3 anos inativo, foi a desprezível atitude dos torcedores do verdão em vaiarem a Mancha pelo protesto contra a alta no preço dos ingressos e do Avanti.

A mancha verde, que sempre foi acusada de se manifestar, direito de todo cidadão, de forma exagerada e violenta, manifesta se agora de maneira exemplar contra o descaso do Presidente Paulo Nobre com o torcedor mais pobre e a visível elitização da Sociedade Esportiva Palmeiras.

Uma aberração!

É assim que posso descrever os torcedores do Palmeiras contra um ato pacífico de manifestação da Mancha verde.

Deplorável !

Saudações Palestrinas