terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Marcha lenta.

Nação Palestrina.

Se houve alguma coisa de bom nesse ano de 2008 para a Sociedade Esportiva Palmeiras com certeza foi a aprovação da parceria com a WTorre e claro a aprovação por parte do conselho e dos sócios para a construção da Arena Palestra itália.

Com um projeto audacioso e futurista o verdão entraria definitivamente no século XXI em termos de estrutura.

Estrutura essa que foi largada as traças pelo Mustafá Contursi na sua maldita gestão.

O projeto Arena foi executada da maneira correta.

Foi apresentada ao conselho todos os itens do projeto,não só a construção como o tipo de parceria que o verdão estaria assinando com a WTorre.

Após as apresentação do projeto, o mesmo passou por votação de maneira transparente e conseguiu uma votação esmagadora a favor da parceria.Em seguida o projeto foi encaminhado para a votação dos sócios que assim como no conselho aprovou o projeto da Arena.


Fotos retiradas do site do clube: desmontagem do Ginásio 2.

Porém, o que devia ser motivo de tranquilidade passa a dar espaço para a desconfiança.

Porque as obras da Arena estão exageradamente devagar ?

Porque a diretoria do Palmeiras e a WTorre ainda não promoveram o lançamento da Pedra Fundamental que dá inicío OFICIAL da construção ?

Essas pequenas obras que estão acontecendo como por exemplo a desmontagem do ginásio 2 ( fotos acima ) estão parecendo uma satisfação que a construtora está dando a torcida e tentar deviar a atenção de todos.

Se a parceria já esta aprovada e assinada e sem esquecer que o projeto já conta com um seguro ( seguradora alemã Allianz ) porque essa lentidão no inicío das obras ?

Falta de crédito internacional ?

A pequena possibilidade da Arena em receber jogos da Copa do Mundo ?

O interesse do Corinthias e do São Paulo em fazer parceria com a WTorre ?

Inclusive a diretoria dos bambis e dos gambás já entraram em contato com a parceira do verdão e até onde sabemos a WTorre disse não aos dois. Mas...

O que falta realmente para as obras começarem ( de verdade ) ?

Tudo isso esta muito mal explicado e por mais que a diretoria do verdão diga que esta tudo bem isso vem causando grande preocupação junto aos conselheiros,aos sócios e claro a nação palmeirense que está apreensiva.

A diretoria do verdão que deu exemplo quando disponibilizou o projeto ao alcançe de todos não pode agora a começar esconder prováveis problemas nessa parceria.

Transparência é que estava sendo feito e é o que queremos que continue.

Saudações Palmeirenses.

4 comentários:

Anakin disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anakin disse...

O maior problema para os atrazos da arena palestra italia é a burocracia.

Prefeitura, Ibama entre outros instituições que fazem com que o projeto demore cada vez mais.

Porem nã deve demorar muito para que as obras começem num ritmo mais acelerado.

abraços

junior Batista disse...

A burocracia por sim estar atrapalhando as obras,mas deve estar acontecendo alguns conflitos de interesses.

Não é normal que uma obra que custou tanto para ser aprovada começe derrepente a enrolar o seu inicio.

Scoppia Che la Vittoria e Nostra disse...

RESPOSTA DO BLOGUERIO:

ANAKIN,

Não acredito muito que a prefeitura ou o IBAMA sejam responsaveis pelos atrazos.Afinal a Wtorre já gastou mais de 8 milhões de reais em estudos na aréa do Palestra Itália e tudo foi aprovado.

Com certeza à muita coisa que está atrazando as obras,mas que a diretoria do verdão não revela.

abraço.
-----------------------------------

JUNIOR BATISTA:

Concordo com vc Juninho,todo esse atrazo se deve,na minha opinião,desde a possibilidade da eleição presidencial do Palmeiras até a 'crise mundial'e a falta de crédito internacional,mesmo que os dirigentes do verdão afirmem que os recursos para as obras já estão reservadas.

abraço.
-----------------------------------

ALAN ZAGROBA

Eu queria ter esse sua certeza.
Realmente a Wtorre já gastou um bom dinheiro para os estudos que vc mencionou,mas isso não significa que está tudo certo.

Esperamos que tudo isso seja apenas "pequenos contra tempos" e que as obras "comecem"de verdade.

abraço.