quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Senhor Derby.

Nação Palestrina.

Republicando.

Por Fernando Galuppo.


É da natureza palestrina gostar de não gostar do time alvinegro do Parque São Jorge e das coisas que se relacionam ao nosso maior rival. Trata-se de um legado que herdamos e nos dá prazer. Procuramos cultivar por entre gerações, de modo intenso e verdadeiro.
Ninguém na cúpula diretiva palestrina personificou tanto esse sentimento em atitudes como o saudoso e memorável diretor, conselheiro e benemérito José Gimenez Lopes. Ele era enfático ao afirmar: “Se é bom para ELES é ruim para NÓS”, referindo-se ao Sport Club Corinthians Paulista.
Folclórico. Radical. Passional. Sincero. O Espanhol, como era conhecido, se transformava quando o embate era contra o time da Fazendinha. Não engolia “eles” de jeito nenhum.
Por: footycrowd.com

A italianada palmeirense sabia desse pormenor e sempre cutucava Gimenez com todo tipo de galhofa: “Um espanhol no Palestra, deve ser corintiano camuflado”, provocavam. Pronto. O pau quebrava. O fio desencapava. O sangue fervia. O palestrinismo vinha à tona.
Gimenão, delegado e investigador de polícia, era morador do bairro de Santana, na Zona Norte de São Paulo. Franco, autêntico, sem meias palavras, não fugia da polêmica quando o assunto era a sua maior paixão, a Sociedade Esportiva Palmeiras.
Ocupou o cargo de diretor de futebol profissional do Palmeiras em três ocasiões. Sua primeira passagem na função  nos anos 60 foi a mais marcante. Em 1968, iniciou um processo de renovação no elenco alviverde, dispensando ídolos como: Tupãzinho, Maidana, Perez, Valdir Joaquim de Moraes, Ferrari, Servílio, Gildo, Rinaldo, Djalma Santos, Zequinha, entre outros.
Em contrapartida, trouxe outros grandes craques como Artime, Cesar Maluco (em definitivo), Leão, Eurico, Luis Pereira, Zeca. Mantendo os geniais Dudu e Ademir da Guia. Basicamente, construindo a espinhal dorsal da Segunda Academia.
Sua estratégia deu certo. Sagrou-se Campeão Brasileiro em 1969 e deixou edificado os pilares sólidos que fariam do Palmeiras um dos maiores e mais consagrados times de futebol da década de 70.
Saudações Palestrinas.

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Adidas vs Palmeiras : Quem perde mais ?

Nação Palestrina.

O Palmeiras, por ser o clube de maior exposição no futebol brasileiro na atualidade, reivindica junto a Adidas um valor maior do que os atuais 20 milhões para a renovação de contrato.

Essa exigência, da diretoria do Palmeiras, tornou-se ainda mais obstinada após ser noticiado que o Flamengo recebe da Adidas algo em torno de 37 milhões de reais, anualmente.

Os flamenguistas, até podem alegar que sua torcida é maior e por isso o valor também tem que ser.

Porém, em se tratando de fornecedor de material esportivo, não é o tamanho da torcida que conta, mas sim a comercialização de camisas e outros produtos licenciados com a marca dos clubes.

Por esse motivo, a nossa diretoria, bem informada, e com os dados de comercialização em mãos, não pensa em hipótese alguma, recuar na sua exigência.

Por falar em dados, vamos a eles.

Na primeira divisão do Futebol Brasileiro, a Adidas fornece material esportivo para os seguintes clubes.

 Coritiba, Flamengo, Palmeiras, Ponte Preta, Sport.

Já no ranking do clubes que mais venderam camisas em 2017, o resultado é inquestionável.

Palmeiras, no geral e 1° entre todos os clubes que tem parceria com a Adidas.

Flamengo, no geral.

5° Sport, no geral.

Ou seja, dos clubes patrocinados pela Adidas, ninguém vende mais que o Palmeiras.

Então, porque o Flamengo recebe quase o dobro que o Palmeiras ?

Não há resposta plausível para essa pergunta, e apesar do "jogo duro" da Adidas, eis que a fornecedora alemã está receosa em perder o Palmeiras para a concorrência.

Segundo reportagem do epoca.globo.com.

Adidas manda filial brasileira frear negociação para renovar contrato com o Palmeiras.

A filial brasileira da Adidas foi orientada a cortar custos. Uma das medidas é suspender as negociações para prorrogar o contrato de patrocínio com o Palmeiras, firmado em 2006. O contrato com o Flamengo, no entanto, será mantido porque ainda vai durar cinco anos. Se rescindido fosse, a fornecedora esportiva teria de pagar multa milionária ao clube carioca.

Adidas vs Palmeiras : Quem perde mais ?

Se esta reportagem se confirmar, a pergunta acima já está respondida.

Saudações Palestrinas.

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Prenúncio.

Nação Palestrina.

No jogo contra o Linense, o Palmeiras sucumbiu exatamente num quesito exaustivamente citado aqui nesse blogue.

Falha individuais no sistema defensivo.

A nossa defesa, formada pelo Antônio Carlos e Thiago Martins, mostraram mais uma vez as suas limitações.

Limitações essas, que até hoje não foi questionada por ninguém, ou melhor, quase ninguém, aqui foi !

O motivo do, não questionamento dos nossos defensores, é decorrente das vitórias consecutivas, que acabam cegando aqueles que não conseguem enxergar nada além do placar.


Porém, o empate de hoje foi providencial.

Já era hora desse oba, oba acabar!

A realidade é que empatamos e quase perdemos para o segundo pior time do campeonato, apenas o São Caetano é pior, na minha opinião.

Não consigo olhar o Palmeiras de hoje e não ver semelhanças com o Palmeiras do ano passado.

Muito forte ofensivamente e muito fraco defensivamente.

Ano passado tínhamos o Mina e o Edu Dracena, e estão fazendo muita falta.

O primeiro saiu e não tivemos reposição a altura e o segundo está fazendo uma pré temporada mais longa, para evitar contusões.

Ainda sobre o Edu Dracena, na minha opinião, é titular absoluto.

E quem formará dupla com o E. Dracena !!!

Todos os outros estão no mesmo nível, nível inferior, bem inferior !!

Saudações Palestrinas.

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Paulo Cezar de Andrade Prado: Testa de ferro ou um simples merda ?

Nação Palestrina.

Episódio Xlll.


REPUBLICANDO. 

(POR blogdolazarento.blogspot.com.br)


Corra que a polícia vem aí.


Se depender de Paulinho o blogueiro com credibilidade, oficial de justiça não fica desempregado.

                                         Certidão

Certifico e dou fé, eu Oficial de Justiça, que dirigi-me inúmeras vezes a
Av. Celso Garcia, 528 para intimar Paulo César de Andrade Prado. Já
na primeira vez fui informada pelos porteiros (da portaria central e da portaria da ala residencial) que o querelado é muito procurado por oficiais de justiça, que nunca os atende e acreditam ser muito difícil conseguir falar com ele, pois mesmo quando está em casa não atende a porta e ignora os recados deixados. 
Disseram ainda ser comum oficiais de justiça fazendo "campana" na portaria para encontra-lo, mas sempre sem sucesso.
Retornei várias vezes, em dias e horários diversos (inclusive em finais de semana e a noite) e nunca fui atendida. Deixei vários recados na portaria e embaixo da porta do apto 208, mas não obtive retorno. Deixei de intimar Paulo César de Andrade Prado por tudo já narrado. Suspeito que o mesmo se oculta para não ser intimado. 
O referido é verdade.

São Paulo, 06 de fevereiro de 2009




Saudações Palestrinas.

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Uma baleia incomoda muita gente.

Nação Palestrina.

O sucesso, fora de campo, não é para qualquer um, e assim, aqueles que não tem a mesma competência da Sociedade Esportiva Palmeiras acabam usando argumentos vazios e completamente sem nexo para atacar o campeão do século XX.

O sucesso avassalador da arena palmeirense é motivo de orgulho para nós e de inveja para os demais.

A ética, que deveria existir entre os clubes, praticamente não existe mais, tamanha a raiva dos rivais com sucesso palmeirense.

O São Paulo FC, DONA do Morumbi, não perde a chance de chamar o Allianz Parque de Arena Wtorre toda vez que elas conseguem um showzinho no elefante branco, localizado no jardim Leonor.

No Santos, o ex presidente, Modesto Roma Júnior, ao ser perguntado se conversaria com o Palmeiras sobre a possibilidade de levar algum jogo do Santos para o Allianz Parque, ele respondeu que conversaria com a Wtorre.

Agora, o Corinthians, via Luís Paulo Rosenbergem claro despreparo para falar do assunto, chama o Allianz Parque de "baleia num aquário", referindo-se a localização e a estrutura dos arredores.

Na tentativa de desmerecer tais benefícios, a nossa localização, afinal, o Itaquerão está localizado em um favela, o Rosenberg, revela claramente o que será o Corinthians na gestão Andrés Sanchez.

Mas, não é nada que mereça a atenção da nossa diretoria.

Localização do Allianz Parque
Localização do Itaquerão


Saudações Palestrinas.

sábado, 10 de fevereiro de 2018

TV Palmeiras

Mirassol 0 x 2 Palmeiras - Paulistão 2018 (10/02/2018) Estádio Campos Maia.


terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Delegando o poder aos corruptos.

Nação Palestrina.

Sou favorável que os clubes tenham mais poder de decisão em suas mãos, assim, diminuiria cada vez mais o poder que a CBF e sua escória possuem.

Porém, certas decisões não podem a ficar a mercê, não dos clubes, mas de presidentes que não lutam por melhorias e principalmente por mais honestidade no futebol brasileiro.

Assim, ontem, 12 dos 20 clubes da primeira divisão, votaram contra a inclusão do árbitro de vídeo no campeonato brasileiro 2018.

Confesso que não fiquei surpreso.

Alguns presidentes, com medo da opinião publica, alegaram que o voto contra, foi motivado pelo alto custo da manutenção do árbitro de vídeo.

Desculpa esfarrapada, como sempre.



Os clubes que votaram a favor  Flamengo, Botafogo, Bahia, Chapecoense, Palmeiras, Grêmio e Internacional.

Os clubes que votaram contraCorinthians, Santos, América-MG, Cruzeiro, Atlético-MG, Atlético-PR, Paraná, Vasco, Fluminense, Sport, Vitória e Ceará.

O São Paulo se absteve.

Como vocês podem ver, o Corinthians, clube que mais é ajudado  pela arbitragem, votou contra a implementação do recurso.

O mesmo Corinthians, já havia, ano passado, por ocasião do gol de mão do atacante Jô contra o Vasco, se manisfestado contra o uso do recurso eletrônico.

Mais uma derrota do futebol brasileiro, mais uma vitória dos corruptos !

Saudações Palestrinas.