segunda-feira, 23 de abril de 2018

Palmeiras 0,1 x 0 Internacional.

Nação Palestrina.
Tradução do jogo Palmeiras e Inter.
Ganhamos três pontos, sem mais.

Nada mais a comemorar.
Porém, no facebook encontrei uma definição melhor que a minha.

REPUBLICANDO.


Boa noite Nação Alviverde!!
Ganhamos hoje, mas a apatia constante do time mais uma vez se fez presente.
Não é possível que nosso treinador, o Sr. Roger Machado, em quase uma semana só de treinos não tenha corrigido os problemas técnicos que o time vem apresentando. 

Até o Felipe Melo, hoje, estava irreconhecível, não tem como ver os jogos do Palmeiras e não lembrar do que aconteceu ano passado. 

Então, Sr. Galiotte, me responda, ou melhor, responda a toda Nação Alviverde, que sempre está ao lado do Time apoiando, teremos um repeteco de 2017? 

Espero que não, porque hoje, infelizmente, esse time não merece a Torcida que tem, nossa parte sempre faremos, que é apoiar 90 minutos sem parar. 

Esgotamos os Ingressos para o jogo contra o Boca, e o que esperamos ver é um time que lute e não se entregue, e se isso não vier acontecer, que troquem logo a Direção Técnica, pois mais um ano de Humilhações e Vexames não iremos admitir.
Sociedade Esportiva Palmeiras, meu único e verdadeiro amor!

Saudações Palestrinas.

domingo, 22 de abril de 2018

Que sonho assustador!

Nação Palestrina.

REPUBLICANDO.

Por Guilherme Cimatti.

nossopalestra.com.br


Preciso compartilhar o meu sofrimento. Essa noite foi terrível. Tive um pesadelo duro e uma sequência de fatos que me deixou apavorado, encolhido e desesperado. Estou tremendo até agora. Tudo começou quando – no meu sonho – eu entrei no antigo Palestra Itália. Ele estava vazio. Logo na porta, fui recebido por Rosembrick. Eu dei bom dia e Rosembrick me respondeu, furioso: ‘Bom dia o cacete, moleque. Meu nome é Rosembrick José Bezerra de Lira. Quem é você pra me chamar com essa intimidade?’.  Já comecei a achar estranho.
De repente, quando pisei o pé direito no antigo estádio depois de muitos anos, começou a correria. Rosembrick veio pra cima de mim e você manja, né? Rosembrick só sabia correr. Mas eu corria mais, por incrível que pareça. E me livrei. Quando menos esperava, no entanto, do outro lado do campo, Edmilson Canhão do Pantanal apareceu e começou a tentar me atingir com suas bombas, chutes de todos os cantos. Aí fiquei tranquilo: ele nunca acertou o gol mesmo. Já conhecia a mira do meu novo inimigo. Dessa vez, porém, errei. E Edmílson acertou a minha cabeça que, sangrando, bateu no gramado do Palestra.
Eis que a coisa ficou séria. Wesley tacou um caminhão de pipocas na minha cara e o sal ardia horrores. Marcinho Guerreiro chegou no carrinho, buscando machucar meu joelho direito. Jumar veio junto e chamou a tropa toda. Rapidamente consegui me reerguer e a fuga começou. Subi a arquibancada com a velocidade do Lúcio – o melhor lateral do mundo – até me jogar do último andar, caindo na Rua Turiassu (que não é mais Turiassu, mas ainda era na placa que eu sonhei nessa noite). Leandro Amaro, Maurício Ramos, Felipe Menezes e Cristian Mendigo riam de mim.
Tirone chamou a polícia e era o mundo contra o cronista que aqui escreve. Mas ninguém me encontrava por São Paulo até que Maikon Leite entrou no sonho, já no segundo tempo, apostando corrida com Gioino. Eu estava longe e jamais pensei que Maikon me alcançaria, mas o improvável aconteceu, com velocidade de 236 quilômetros por hora. Tive de voltar em direção ao Palestra para buscar abrigo, recebendo pontapés, socos e rasteiras. Já estava mais lesionado do que o Mago.
Quando o fôlego estava acabando, reencontrei o portão do Parque Antártica e o segurança fazia cara de bravo, com os braços cruzados. Cheguei mais perto e vi que o segurança era o Bruno, ex-goleiro do Palmeiras. Ele estava pronto para dar o bote e me prender, ao lado dos policiais. Mas passei por baixo das pernas dele, imitei um peru (cocóricóóóó, sei que não, mas no meu sonho peru gritava assim) e consegui fugir.
Subi novamente na arquibancada e, ao lado do anel do jardim suspenso, vi Mustafá. No meu sonho a língua do Mustafá era parecida com a de um sapo gigante e, com ela, ele quase conseguiu me alcançar (me salvei por exatos 15 centímetros). Ele dizia, repetidamente: ‘bom, barato e vou te pegar’, ‘bom, barato e vou te pegar’, ‘bom, barato e vou te pegar’. Era como se fosse a última fase do Mário Bros, sabe? A língua sem fim vinha e voltava, na velocidade do Euller. E aí no auge do medo, no topo do desespero, sem qualquer saída, decidi me jogar do anel.
Dei exatas 14 piruetas involuntárias antes de cair.
Bati a cabeça, faleci e contrariei a ordem da vida: acordei depois de morrer.
Ufa.
Guilherme Cimatti é repórter esportivo e colunista do site Nosso Palestra.
Saudações Palestrinas.

sábado, 21 de abril de 2018

Burro !

Nação Palestrina.

Quem acompanha esse blogue sabe que defendo a contratação de um ou dois zagueiros para o elenco palmeirense.

Mas enquanto a diretoria alviverde não reconhecer essa necessidade, teremos que jogar com o que temos.

E o que temos é preocupante. 

Principalmente, tendo um treinador que não entende merda nenhuma de futebol.

Quer dizer, ou ele não entende ou ele está tentando proteger seus "queridinhos".

Levanto essa questão devido a mudança na defesa palmeirense para o jogo contra o Internacional.


O Thiago Martins não é nenhum craque, mas dos zagueiros utilizados pelo Roger, é o que menos falhou, até agora, com exceção do último jogo contra o Bota Fogo, quando ele virou, infantilmente, as costas para a bola.

Já o seu companheiro de zaga, A. Carlos, falhou em 5 ou 6 jogos e que resultaram em gols do adversário e mesmo assim não foi suficiente para tira-lo do time.

Mas, apesar de discordar dessa troca, não torcerei contra.

Espero que essa burrice troca dê resultado.

Saudações Palestrinas.

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Os criminosos de Itaquera e o receio de perder o "poder" na CBF.

Nação Palestrina.

O Corinthians conseguiu novamente se superar.

Rompendo fronteiras, o time de Itaquera, perito na aquisição de proteção no submundo do futebol, agora consegue "influenciar" as arbitragens fora do território nacional.

O time mais corrupto do futebol brasileiro e sul-americano, presidido por um presidente assumidamente vigarista, mais uma vez foi beneficiado e praticamente assegurou presença nas oitavas de final da Libertadores da América.

Como se não bastasse a roubalheira no brasileirão do ano passado, no Paulistão desse ano, agora chegou a vez da competição continental.

Mas apesar de tamanho domínio, em se tratando de influência, o presidente do Corinthians teme perder as facilidades adquiridas nos bastidores do futebol brasileiro.

Além da "campanha" palmeirense pelo uso do árbitro de vídeo, elemento que ganhou força devido ao papelão arquitetado pelo Sr. Dionísio Roberto Domingos, responsável direto na interferência na Final do Paulista, o Andrés Sanchez, agora teme perder o suporte da CBF com a "eleição" do seu Novo Presidente, Rogério Cabloco.

A. Sanchez, que votou em branco na "eleição" da CBF, ao sair do evento, demonstrou
profunda preocupação em perder o suporte que Ricardo Teixeira e seu sucessor, Marco Polo Del Nero sempre disponibilizaram ao Corinthians.

O desespero do presidente corintiano, demonstrado no vídeo abaixo, é bizarro e revela que o time de Itaquera terá que "trabalhar" forte nos bastidores para não perder suas regalias.

Mas até lá, abril de 2019, quando irá assumir o novo presidente, muita coisa ainda irá acontecer.

No momento, cabe apenas ficarmos atentos as manobras já bem evidentes nessa Libertadores, pró Corinthians.


Saudações Palestrinas.

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Tv Palmeiras.

Classificado.

PALMEIRAS 1 X 2 BAHIA - OITAVAS DE FINAL - COPA DO BRASIL SUB-20 2018.


Nas quartas de final : Palmeiras x grêmio.


quarta-feira, 18 de abril de 2018

TIME BUNDA MOLE !

Nação Palestrina.

REPUBLICANDO.

Por Roberto Galluzzi.

anarquiapalestrina.blogspot.com.br/

Na bucha e na lata: COM ESSA DEFESA NÃO SEREMOS CAMPEÕES DE ABSOLUTAMENTE NADA.

Sofremos 3 gols nos últimos 3 jogos. 3 gols que nos tiraram um título Paulista, uma liderança da Libertadores e uma estréia com vitória no Brasileiro. VÁ PRA PQP!!!!!

Eu falo, digo e repito... ataques ganham jogos, DEFESAS GANHAM CAMPEONATOS!!!! Peloamor, alguém tome a iniciativa de escrever isso em letras GARRAFAIS em nosso vestiário.

O Palmeiras parece que está COM MEDO DE VENCER!!! Parece aquele convidado encabulado que tem vergonha de aparecer. Parece que estamos com VERGONHA DE VENCER!!! Mas o que é que é isso?!!!

MATTOS!!! Alexandre Mattos meu filho, presta atenção: ou você dá um pagadão geral nessa pautuléia que joga conquistas no lixo, ou vai você pro mesmo lugar. PQP! Não é ofender, nem destratar, mas ACORDAR esse bando de BUNDA MOLE para o LUGAR QUE OCUPAM.

Esses caras acham fácil pagar em dia? Acham que dinheiro cai do céu?! Não cai não, vem é do NOSSO BOLSO!!!! Suado e trabalhado, cada centavinho que chega aos jogadores é oriundo da torcida, direta ou indiretamente.

Então seus FDP, seu bando de calhordas que tanto amamos e por quem torcemos. PAREM DE BRINCAR E JOGUEM FEITO HOMENS!!!! ROGER, acerta essa porra de defesa de uma vez por todas, laterais, volância e principalmente a zaga. Posicionamento, recuo, cobertura. Volte ao fundamento se necessário. E dê mais chance pro Guerra.

Passada a lua-de-mel, que poderia até ter durado mais, agora é a hora de mostrar quem tem mesmo força ou tem só empresário forte. ACORDA MATTOS, ACORDA GALIOTTE, ACORDA TIME... AGORA.

Anarquia Palestrina

Saudações Palestrinas.

terça-feira, 17 de abril de 2018

As baboseiras de Roger Machado.

Nação Palestrina.

Não tem nada mais irritante do que assistir as entrevistas do Roger Machado após os jogos do Palmeiras.

Um treinador defender os atletas que não jogaram bem é normal, mas tentar justificar erros individuais como se fossem erros coletivos beira a idiotice.

O Roger "queima o filme" daqueles que jogaram bem para tentar "recuperar" os atletas que individualmente falharam dentro de campo.

Além dessa palhaçada, em certos momentos de suas entrevistas, ele identifica o problema que deveria ser corrigido, mas no jogo seguinte os mesmos erros são cometidos.



Sobre a zaga, novamente, alguém ainda tem dúvidas que o Palmeiras precisa de um, talvez dois zagueiros de ponta ?

Gols, com zagueiros bons ou ruins, todo time vai tomar.

Mas as falhas da nossa zaga são graves e constantes.

Mas, não culpo apenas o A.Carlos e T.Martins.

Culpo também o próprio Roger Machado que insiste em recuperar o atleta, dentro de campo, mesmo cometendo tantos erros seguidos.

Jogador quando não está num bom momento, o que é o caso do A.Carlos, deve se fazer um trabalho especial com ele na Academia de futebol, como foi feito com outros atletas nesse ano, e que não estavam bem fisicamente.

Para encerrar, sou contra a constante troca de treinador, mas se o Roger não entender o que ESSA temporada representa para o Palmeiras, ele vai se foder !

Paciência tem limite !

Saudações Palestrinas.