sexta-feira, 30 de julho de 2010

Limpando o cú.

Nação Palestrina.

Será que, além de mim,ninguém mais se incomoda com esse monte de patrocinios que estão invadindo as camisas dos clubes brasileiros?

No nosso caso,interessa é claro,o manto alviverde que hoje conta com a Adidas (material esportivo) Fiat ( Patrocinador principal ), Unimed nos calções e nas costas e ao que parece a Wizard estampará sua marca nas mangas,a principio apenas no clássico deste domingo.

Esse silêncio da nossa torcida me lembra muito,o silêncio em relação a administração Mustafá.
Quando ele era presidente e ganhavamos tudo,ele era um grande presidente para muitos e quando a Parmalat saiu,enfraquecemos,caimos para a série B e todos começaram a falar que o Mustafá era isso ou aquilo.

A nossa diretoria,que até então disponibilizava espaços no nosso manto a 3 marcas,Material esportivo,OK, patrocinio principal,OK,e mangas que nunca me agradou,mas com muito descontentamento,davamos um OK.

Mas não passava disso.

Agora colocamos patrocinio nos calções e costas com a Unimed e a Wizard vem ai.

Engraçado que os nossos nobres diretores primeiro trouxeram Felipão e Kleber e depois começou a operação VAMOS ENCHER ESSA MERDA DE PATROCINIOS e ficamos calados como uns carneirinhos.

A final,estamos felizes demais com a volta do nosso mestre e do nosso gladiador,e por isso aceitamos a transformação do manto em um pano de engraxate.

Como se não bastasse a camisa ridicula que o nosso mestre usa.Mas se os patrocinios ficassem apenas na camisa do Felipão seria menos mal.

Falta agora colocarmos um patrocinio do "sovaco"como fizeram o nosso co-irmão,que também aceitaram a desmoralização da sua camisa,pois trouxeram o Ronaldo e se calaram.

Hoje o nosso manto é apenas um pano e só serve para limpar o cú.

Que bom que você aceitou isso.

-------------------------------------------------------

Faxina

Fora Belluzzo ( nova chance )

Fora Traffic

Fora Cipullo

Fora Unimed

Fora Rogério Dezembro

Um comentário:

José Paes disse...

pegou pesado irmão palestrino.