sexta-feira, 14 de julho de 2017

Batendo a Cuca.

Nação Palestrina.

Depois de mais um longo período sem atualizações, retorno após a merecida derrota para o Corinthians, no Allianz Parque. 

Com um futebol apático, fomos derrotados por um time infinitamente inferior, mas que sabe jogar na adversidade.

Um time com a defesa bem postada, joga no erro do adversário, e no nosso caso, os erros são muitos, dentro e fora de campo.

Para ser mais claro...

Fora de campo.

Iniciar um planejamento com um treinador fraco e despreparado.

A inexplicável  dispensa do Gabriel, hoje no Corinthians. 

Contratações como as de Antonio Carlos, Mayke e do tal Deyverson.

A dificuldade em contratar laterais, hoje a nossa maior deficiência.

Dentro de campo.

CUCA !!!




Cadê o Cuca ?

Após a demissão do Eduardo, o Cuca foi recontratado, e ao que parece, desaprendeu a montar/treinar um time de futebol.

Para quem viu o time do ano passado, no papel inferior ao atual, não acredita que um elenco com Borja, Guerra, Mina, Felipe Melo, Dudu, Roger Guedes entre outros não consiga jogar um futebol minimamente aceitável. 

Esse rodízio de jogadores, com exceção a contusões e suspensões onde as trocas são necessárias, não faz sentido.

Como entrosar um time dessa maneira ?

Agora uma coisa que não consigo entender.

Ano passado o nosso maior problema era a falta de um meia de criação.

Para tentar resolver esse problema contratamos : Guerra, Michel Bastos, Hyoram e raphael veiga.

O que não consigo entender é : Se o Guerra não estiver disponível, o Cuca não utiliza nenhum dos três restantes, não como titular, e acaba improvisando o Zé Roberto na função.

Um fracasso diga se passagem e uma idiotice.

Foi assim, na Derrota para o Barcelona pela Libertadores e para o Cruzeiro em Minas pelo Brasileirão.

De Mestre Cuca a Professor Pardal.

Assim a casa vai cair, em breve.

Saudações Palestrinas.

Nenhum comentário: